De pés cansados…

B1tch

Imagem retirada da página “B1tch”

Estava vendo essa imagem e me lembrei do ano passado, quando conheci em 2012 uma garota que sempre vivia correndo pra lá e pra cá, ela mesmo se dedicando aos estudos tentava manter a beleza em dia, porém era inevitável ver os sapatos, ela que não tinha tempo para quase nada, mal tinha tempo de ver coisas como essa.

Era admirável a situação, pois era difícil ver uma garota de dezenove anos se dedicar aos estudos e correr atrás com um leve atraso de um sonho, principalmente do fato de uma garota dessa idade já ter filhos ou morar com algum cara, ela além de morar com a mãe, fazia nove cursos por semana, era muita sorte encontrá-la em casa e se encontrava ela já estava de saída.

Era assim todos os dias, de segunda a sábado, mal saia de um curso e entrava noutro.

Mesmo sendo visíveis os sinais de cansaço, ela sempre dizia que não podia parar nunca, afinal o sonho de ingressar numa faculdade é um tanto distante para quem mora na baixada fluminense no RJ, mesmo pertencendo à região metropolitana do estado, é um local esquecido, mal visto, e chamado de “fim-de-mundo” por muitos, ter um emprego com salário maior que R$ 5000,00 ou ingressar numa faculdade não é fácil.

“Não se perde tempo com coisas supérfluas quando se quer o sonho realizado…”

Em mais um dia de aula normal me encontro com ela no ônibus, ela me recepciona sorridente, e reclamando da falta de tempo, muitos trabalhos de escola ainda por fazer e o prazo de entrega cada vez mais próximo, professores enchendo a paciência entre outras coisas, ela estava saindo de um curso e a caminho do curso técnico, depois tinha ainda mais coisa pela frente, depois de uma conversa rápida nos despedimos, ela a caminho do curso técnico e eu para o pré-vestibular.

Chega à época mais temida dos estudantes – O dia do Enem – ela transparecia calma nesse dia, e depois de tudo quando sai o resultado uma tristeza: sua nota ficou entre 415~485pts muito abaixo da média para conseguir uma bolsa que era 680pts ao invés de ficar triste saiu disparando uma torrente como: “o governo investe pouco e quer que a gente tenha um ensino de qualidade”.

Porém, pouco tempo depois a alegria, ela consegue passar no vestibular da Unigranrio e o sonho – parte dele – se realiza, finalmente ela pode ver o resultado de todo seu esforço.

Não se perde tempo com coisas supérfluas quando se quer o sonho realizado, perde-se agora, mas no final, se ganha ainda mais.